Como evitar erros de SEO simples no WordPress

Saiba como evitar os erros de SEO mais simples que acontecem ao utilizar o WordPress como plataforma de gestão e publicação de conteúdo.

Seus amigos merecem saber desse conteúdo?

Evitar erros de SEO no WordPress, mesmo que simples, é garantia de um crescimento contínuo e orgânico.

O Google representa significativa parcela de tráfego gerado em nossos projetos digitais.

Portanto, precisamos ficar atentos para evitar os erros mais simples.

São eles os seguintes:

  • Escrever para o Google (e não para os usuários);
  • Não fazer uso de URLs amigáveis;
  • Não otimizar e não descrever as imagens;
  • Não fazer uso da tag H1, ou ter mais de uma por página e
  • Não aplicar a tag meta-description.

Com isso teremos uma estratégia digital efetiva, otimizando nossas páginas para os mecanismos de busca.

Escreva para o seu público

Imagem da aba Readability no plugin WordPress Yoast SEO

O pior erro acontece durante a produção do conteúdo, onde os editores escrevem para o Google e não para os usuários.

Para que os mecanismos de busca façam uma boa leitura, basta marcar o texto semanticamente com tags HTML apropriadas.

Considere um texto coerente, bem escrito e não use demasiadamente a palavra-chave que deseja se posicionar.

A prática conhecida como Keyword Stuffing, vai prejudicar a leitura do usuário e, principalmente, te penalizar perante os buscadores.

Para evitar o erro de SEO de não escrever para os usuários, considere aplicar a técnica de Readability.

Posts com melhores readability vão impactar positivamente na sua estratégia de otimização para mecanismos de busca.

Texto com melhor legibilidade facilita a leitura, aumenta o engajamento, diminui o bounce rate e a consequência é melhorar seu rankamento.

Utilize URLs amigáveis

Tela de configuração das URLs amigáveis no WordPress

Através das configurações de links permanentes no WordPress, teremos URLs amigáveis para os usuários.

Com URLs bem estruturadas facilitamos a identificação para o usuário e aplicamos palavras-chave estratégicas nela para os buscadores.

O slug que compõe a URL amigável dos posts é gerado automaticamente a partir do título da publicação.

É importante alterar e definir um slug mais eficiente. Por exemplo, sem o uso de preposições.

Erro de SEO evitado com o uso de URL amigável

Otimize as imagens

Tela de configuração de mídia do WordPress

Para cada conteúdo publicado é aconselhável o mínimo de uma imagem.

Sabemos que imagens tem um grande poder de comunicação, mas as imagens precisam ser otimizadas para melhor indexação e carregamento.

Quando falamos em otimizar imagens, precisamos separar dois universos: SEO e Performance.

No quesito em melhorar a indexação das imagens nos mecanismos de busca, consideramos nomes de arquivos, atributos ALT, Title e Longdesc, por exemplo.

Quando o assunto é performance as considerações são direcionadas para: tamanho de arquivos, resoluções, tipos de imagens, dimensões e outras variáveis.

Para cada imagem enviada para o servidor através do WordPress, ele cria no mínimo outras três a partir da original.

Uma miniatura, média e grande. Os tamanhos devem ser definidos nas Configurações de mídia da plataforma.

Otimizações de peso de arquivos podem ser realizadas com o uso de plugins.

Faça uso da tag H1

H1 no WordPress: código no tema e H2 no editor.

Os conteúdos devem ser marcados semanticamente com tags HTML apropriadas para cada tipo de informação.

A tag H1 é uma das mais importantes. Ela define o título de primeiro nível.

A falta da tag de título de primeiro nível é ruim para acessibilidade, para a estruturação da página e ainda mais para posicioná-la bem nos resultados de busca de mecanismos como o Google.

Geralmente a tag H1 no WordPress é utilizada de forma fixa nos códigos do tema.

A informação contida nela é sempre a mais relevante para cada página, ou seja, o título. Pode ser de um Post, Página ou Seção em que o usuário se encontra.

No editor do WordPress, você deve considerar o uso da tag H2 em diante. O conteúdo da tag H1, entretanto, será o título do Post que a definirá.

Às vezes o gestor de conteúdo, corretamente, faz o uso da tag H1 no editor do WordPress.

Quando os códigos do tema também a usam, resulta em uma duplicação da tag, o que deve ser evitado a todo custo.

Use as meta-descriptions

Através da tag de meta-description descrevemos o conteúdo da página em questão. Por padrão, o WordPress não oferece a possibilidade de definir o conteúdo para essa tag.

É necessário o uso de plugin como o Yoast SEO.

A vantagem de utilizar esse plugin, é que teremos várias ferramentas de otimização, além das meta-descriptions.

Como não fazer uso delas é um erro de SEO, considere a instalação do plugin para evitá-lo.

Com um texto bem aplicado é possível também melhorar seu rankeamento aumentado o CTR das suas páginas listadas no resultado de busca do Google.

Conclusão

O WordPress lhe possibilita evitar erros de SEO simples. Com essa ajuda você ganhará mais relevância.

Muitos dos erros são cometidos por falta de conhecimento da sua importância, ou em como resolvê-los.

Os erros aqui ilustrados são os mais simples, há diversos outros que acontecem e você deve se inteirar do assunto para evitá-los a todo custo.

Evitando os erros de SEO e adotando técnicas de otimização você ganhará mais relevância e tráfego, logo, possibilidades de conversão também.