O Facebook vai penalizar seu site mobile lento

Assim como o Google, o Facebook quer combater e penalizar seu site mobile lento. Portanto, considere prover uma rica experiência de carregamento.

site mobile lento. Imagem com placa de trânsito indicado o círculo de bicicletas devagar
Seus amigos merecem saber desse conteúdo?

O Facebook está levando performance a sério, e você também deveria. Seu site mobile lento será penalizado, e, por conseguinte, toda sua estratégia de marketing também.

Os engenheiros da maior plataforma social anunciaram que suas histórias devem linkar para sites que carregam rápidos e proveem uma melhor experiência de carregamento.

Se o alcance orgânico já é um desafio, a partir de agora será ainda mais. Sua estratégia de marketing e tecnologia dentro e fora do Face precisará estar bem alinhada e integrada.

A experiência do usuário que conta

Usuários que navegam em sites, redes sociais e aplicativos diversos através dos seus dispositivos móveis querem uma experiência de carregamento que não seja superior a três segundos.

Segundo pesquisas, 40% dos usuários abandonam os sites que clicaram se o tempo de carregamento for maior que esse tempo.

O Google já considera uma maior relevância para os sites móveis mais rápidos, agora o Facebook segue o mesmo caminho. Se o primeiro é o buscador que mais gera tráfego para os sites, o segundo é a rede social que mais gera impacto pra sua presença digital.

Como medir e analisar a performance

Para evitar ser penalizado pelo Facebook, faça uma análise do seu site através de ferramentas que validam a performance e geram insights de melhoria.

Há várias ferramentas muito boas disponíveis. Abaixo listo três delas para você fazer uso e detectar os motivos do site móvel lento. Todas elas tem uma funcionamento similar, basta informar o URL da página e submeter para uma análise detalhada e em tempo real.

  1. Google PageSpeed;
  2. WebPagetest;
  3. GTmetrix.

Site mobile lento: entenda as causas

Os motivos que contribuem para que seu site móvel fique lento podem ser diversos. Há clássicos vilões da performance que devem ser combatidos a todo custo para garantir um site móvel rápido.

Alguns desses vilões da performance que deixam seu site mobile lento são os seguintes:

  • Alto tempo de resposta do servidor;
  • Vários redirecionamentos;
  • Cabeçalhos HTTP não compactados;
  • Imagens sem otimização;
  • Falta de uso do cache em arquivos estáticos;
  • Uso demasiado de arquivos CSS e JavaScript;
  • Arquivos JavaScript que bloqueiam a renderização e com carregamento síncrono.

Como deixar seu site mobile mais rápido

Imagem de tela de celular sendo tocada por um dedo no ícone do app Facebook

Além do Google, agora temos o Facebook penalizando sites móveis lentos. Portanto, você precisa melhorar alguns aspectos e deixar seu site móvel mais rápido.

A receita parece ser simples: medir e analisar a performance, conhecer os vilões e corrigir os problemas. Mas o desafio é grande e cada projeto traz tem seus próprios desafios.

Três equipes precisam estar muito bem alinhadas para evitar que site móvel fique lento. São as equipes de:

  1. Infraestrutura;
  2. Desenvolvimento;
  3. Conteúdo.

O time de infraestrutura precisa estruturar uma solução adequada para suportar a volumetria esperada pelo projeto. A equipe de desenvolvimento precisa fazer uso de técnicas e melhoras práticas para carregar os arquivos de uma forma geral e realizar consultas em banco de dados. Já a equipe de conteúdo precisa otimizar as imagens e outros elementos que impactam no carregamento.

Há diversos plugins WordPress que podem ser utilizados para auxiliar na tarefa de deixar os sites móveis mais rápidos.

Além dos inúmeros desafios de evitar que seu site mobile seja e fique lento, considere a implementação do Facebook Instant Article para ganhar ainda mais relevância dentro da rede e prover uma rica experiência de carregamento.

  • Karla Mometto

    O Facebook irá aplicar os mesmos tipos de penalizações que o Google para os sites lentos? Não ficou claro isso no artigo.
    Abraços

    • Leandro Vieira Pinho

      Ei, Karla.

      Sim. Os sites ficarão menos relevantes para os algoritmos e por conseguinte terão menor alcance na rede.

      Abraço.