H1 no WordPress: por que algumas páginas ficam sem ele ou com mais de um?

Você quer suas páginas bem posicionadas no Google. O uso da tag H1 no WordPress é o primeiro passo.

H1 no WordPress

A tag HTML H1 no WordPress é imensamente necessária e importante para sua estratégia de SEO. Se você não a conhece, precisa se inteirar a respeito. Se a conhece, precisa se certificar do uso.

A tag H1 no WP pode ser implementada no tema em uso ou através do editor da plataforma. Mas nunca devemos considerar sua ausência.

A falta da tag de título de primeiro nível é ruim para acessibilidade, para a estruturação da página e ainda mais para posicioná-la bem nos resultados de busca de mecanismos como o Google.

Sobre a tag H1

H1 no WordPress e os demais cabeçalhosA representação em código HTML é a seguinte:

<h1>Conteúdo do título de primeiro nível</h1>

Sua utilidade é definir o cabeçalho de primeiro nível da página. Em HTML podemos ir até o sexto nível. O termo em inglês “heading” geralmente é utilizado para se referir a essas tags. Header 1, ou H1. Ou Cabeçalho 1.

No editor do WordPress temos todas as possibilidades de tags de cabeçalho a disposição.

Estrategicamente, a palavra-chave central de uma página deve estar presente na tag H1. Ela define a informação mais relevante e norteia todo o restante do conteúdo.

Visualmente falando ela não é muito simpática. Fonte padrão e tamanho exagerado. Mas a finalidade do seu uso é semântico. Estilização é responsabilidade das CSS e não do HTML.

H1 no WordPress: tema ou editor?

H1 no WordPress: código no tema e H2 no editor.

Geralmente a tag H1 no WordPress é utilizada de forma fixa nos códigos do tema. A informação contida nela é sempre a mais relevante para cada página, ou seja, o título. Pode ser de um Post, Página ou Seção em que o usuário se encontra.

No editor do WordPress, você deve considerar o uso da tag H2 em diante. O conteúdo da tag H1, entretanto, será o título do Post que a definirá.

Às vezes o gestor de conteúdo, corretamente, faz o uso da tag H1 no editor do WordPress. Quando os códigos do tema também a usam, resulta em uma duplicação da tag. O que deve ser evitado a todo custo.

SEO para WordPress considera necessariamente o uso consciente, estratégico e relevante da tag H1. Mas como o editor pode se certificar que a tag H1 está em uso ou não no tema?

Como se certificar que a tag H1 está em uso no WordPress

Há várias formas de analisar a presença da tag. A melhor maneira será a que você se sentir confortável. O tipo de conhecimento técnico em HTML ajudará definir o caminho.

Como a tag H1 é HTML, o navegador de internet exibe o código fonte da página e visualizando-o basta buscar por “<h1>”, por exemplo. Um resultado positivo significa a presença dela.

Utilizar o inspecionador de elemento dos browsers também é uma boa. Ainda mais que a análise será feita diretamente no conteúdo mais relevante da página, o título, o qual você espera que tenha a tag H1.

O Google Chrome (e, certamente, outros navegadores também), tem extensões que lhe auxiliam nessa tarefa. Elas costumam ir além da pura certificação da existência da tag H1. Analisam também todas tags de cabeçalho e suas hierarquias, bem como outros requisitos de SEO.

A extensão SEO META in 1 CLICK, por exemplo, é uma boa opção para esse tipo de análise. Observe:

Exemplo de análise das tags de cabeçalho na extensão SEO META in 1 CLICK

Conclusão

A tag H1 no WordPress é poderosa, necessária e você precisa se certificar do uso imediatamente.

A presença dela deixará o seu site com maior potencial de posicionamento nos mecanismos de busca. Ajudará, também, na acessibilidade, uma vez que o conteúdo será estruturado corretamente.

A presença de um cabeçalho de primeiro nível só traz benefícios. Você só precisa se atentar se o tema em uso está utilizando-a corretamente, caso contrário procure corrigir o código.

  • Rodrigo Vieira da Silva

    Parabens Leandro pelo o excelente artigo produzido.

    • apiki

      Obrigado Rodrigo 😀