Você está lendo:

Conheça as melhores práticas para boa performance no WordPress

Sobre:
Conheça as melhores práticas para boa performance no WordPress

Para conhecer as melhores práticas para uma boa performance no WordPress é necessário primeiro conhecer as causas da má performance da plataforma. Descubra aqui alguns desses caminhos.

Aminy Gusmão
Melhores práticas para boa performance no WordPress

Para conhecer as melhores práticas para uma boa performance no WordPress é necessário primeiro conhecer as causas da má performance da plataforma, quem são os vilões que deixam seu site lento.

Quais são as melhores práticas para uma boa performance no WordPress

Uma ótima maneira de analisar a performance do seu site é por meio do PageSpeed Insights. Ele, dentre outras ferramentas de análise de performance disponíveis no  mercado, analisam e emitem um relatório detalhado de gargalhos e problemas que deixam o carregamento do site mais lento.

pagespeedinsights-melhores-praticas-performance-wordpress

Melhore o tempo de resposta do servidor

Melhorar o tempo de resposta do servidor é melhorar a performance. Quando se coloca o endereço de um site no browser é feita uma requisição que vai até o servidor e retora em forma da informação postada no site. Pois bem, esse tempo não pode ultrapassar 200 ms.

Chega de redirecionamento

Minimize ao máximo o número de redirecionamentos do seu site em WordPress. Os redirecionamentos adicionam tempo de latência no envio dos dados, fazendo com que o usuário tenha que aguardar mais tempo até o carregamento de uma página e consequentemente atrapalhando a performance.

Compacte o HTTP

A compactação reduz a quantidade de tempo exigido para fazer o download dos recursos necessários para processar seu site e melhora o tempo de carregamento da página, caso contrário a performance da página será mais baixa.

Otimize as imagens do seu site

Espaço é tudo, por isso é tão importante compactar bem a imagens postadas notinypng-melhores-praticas-performance-wordpress site, uma boa formatação garante muitos bytes de dados a menos, poupando tempo para os usuários com conexões lentas e grana para os usuários com planos de dados limitados. Uma boa dica é usar um site/ferramenta que realiza essa compactação.

Reduza o tamanho dos seus recursos (HTML, CSS e JavaScript)

Chega de rodeios, elimine bytes desnecessários, como espaços extras, quebras de linha e recuos. A compactação desses recursos aceleram o download, a análise e o tempo de execução.

Priorize o conteúdo visível

Para melhorar a performance do seu site, principalmente em redes móveis é preciso priorizar o conteúdo visível, pois quando a quantidade de dados necessários para exibir exige o envio de dados adicionais entre o servidor e o navegador do usuário, a performance cai.

Use e abuse de scripts assíncronos

Usar scripts assíncronos melhora a velocidade de processamento da página. É possível dessa forma fazer o download do script em segundo plano, melhorando o tempo de processamento.

Novos heróis da performance

Existem muitas dicas para melhorar a performance, assim como tutoriais, mas é bom ficar alerta, os processos podem não ser tão simples, tenha muita cautela, faça sempre backup antes de iniciar uma nova ação e garanta que todas as funcionalidades do seu site se mantenham intactas.

Só para lembrar, o desempenho e velocidade de carregamento do todo e qualquer site é critério de ranqueamento no Google, sendo assim, quanto maior a velocidade, melhor a colocação na busca. Por isso, tantas pessoas estão em busca das melhores práticas para uma boa performance no WordPress.

Se você gostou desse artigo sobre WordPress Performance, provavelmente vai gostar de:
Mais posts como este