Você está lendo:

Os 4 formatos AMP

Sobre:
Os 4 formatos AMP

Existem quatro formatos AMP para direcionar a aplicação do Mobile First em alguns segmentos. Quais você já conhece e faz uso?

Leandro Vieira
Audio

Existem quatro formatos AMP para direcionar a aplicação do Mobile First em alguns segmentos.

O conceito Mobile First e a tecnologia AMP tem se popularizado cada vez mais entre os profissionais de marketing e tecnologia.

Mobile First é um conceito aplicado em projetos web onde o foco inicial da arquitetura e desenvolvimento é direcionado aos dispositivos móveis e em seguida para os desktops.

O AMP (Accelerated Mobile Pages) é a tecnologia para deixar suas páginas carregamento extremamente rápidas no mobile.

Você precisa considerar a implementação no seu site para oferecer uma experiência de consumo de conteúdo mais rica aos seus usuários.

É um formato que o Google adora e vai te ajudar conquistar mais posições no buscador mais utilizado da atualidade.

Os quatro tipos de formatos AMP

A tecnologia AMP é aplicada em quatro segmentos de mercado.

São eles.

  1. Web sites e lojas virtuais diversas;
  2. Contador de histórias;
  3. Plataforma de anúncios;
  4. Plataforma de e-mail.

Para esses segmentos em que a AMP é utilizada para a aplicação do Mobile First é considerado um padrão específico.

São eles.

  1. AMP Websites
  2. AMP Stories
  3. AMP Ads
  4. AMP email

Sobre o AMP Websites

AMP é uma tecnologia que você precisa implementar no seu site para oferecer uma experiência de consumo de conteúdo mais rica aos seus usuários.

É um formato que o Google adora e vai te ajudar conquistar mais posições no buscador mais utilizado da atualidade.

O vídeo abaixo detalha muito bem o formato do Accelerated Mobile Pages.

Como funciona o AMP

Como a grande questão do formato é garantir o carregamento instantâneo da página, há considerações e regras em seu funcionamento.

Basicamente é necessário uma marcação HTML que é interpretada pelo robô do Google e outras plataformas que suportam o padrão.

A marcação HTML trará mudanças ao Doctype, inclusão de um estilo CSS incorporado à página e inclusão do arquivo JavaScript do AMP de forma assíncrona.

Com essas implementações a página é cacheada nos servidores do Google que a entregam de forma surpreendentemente rápida com uma CDN global e o uso do HTTP 2.0.

Sobre o AMP Stories

O Google AMP Stories é uma variação do AMP. Através desse recurso você implementa Stories em seu website.

Me refiro ao “Story”, tipo de conteúdo popularmente utilizado em redes sociais.

Os usuários estão se habituando com esse formato para consumirem conteúdo por toda a web.

Se você não está por dentro, o formato foi criado pela Snapchat, copiado pelo Instagram e agora está em tudo: Facebook, WhatsApp, YouTube, Google.

Sobre o AMP Ads

O AMP Ads é uma variação do AMP. Ele é utilizado para a exibição de anúncios nesse formato.

Uma vez que com as páginas AMP o carregamento é acelerado, o mesmo se fez necessário para os anúncios.

Caso contrário temos uma exibição rápida da página, e tardia do anúncio.

Com a implementação do AMP Ads, os resultados, segundo estatísticas divulgadas no site da tecnologia, são de 13% no aumento de receita, 200% no CTR e um carregamento 6x mais rápido.

Sobre o AMP email

Para quem utiliza os produtos Google como Gmail e Drive já tem feito usado do AMP e-mail sem ter conhecimento.

Sabe quando você responde um comentário de um documento a partir do próprio e-mail no Gmail? Ali está sendo feito o uso do recurso.

Os provedores de e-mail podem fazer uso de componentes AMP e assim deixar seus serviços mais atrativos e modernos.

Atualmente, além do Gmail, o Mail.ru e Outlook.com suportam a tecnologia.

E o seu projeto, já está suportando algum formato AMP?

Se você gostou desse artigo sobre WordPress Mobile, provavelmente vai gostar de:
Mais posts como este