Accelerated Mobile Pages – AMP

2
AMP - Accelerated Mobile Pages

As estatísticas de mobile no Brasil são cada vez mais expressivas e o assunto precisa estar integrado a sua estratégia digital.

O formato dos conteúdos nessa era precisam ser otimizados e temos várias opções a considerar, entre elas o Accelerated Mobile Pages ou para os íntimos AMP.

O que você precisa saber sobre o AMP

AMP é uma tecnologia que você precisa implementar no seu site para oferecer uma experiência de consumo de conteúdo mais rica aos seus usuários.

É um formato que o Google adora e vai te ajudar conquistar mais posições no buscador mais utilizado da atualidade.

O que é o Accelerated Mobile Pages

O vídeo abaixo detalha muito bem o formato do Accelerated Mobile Pages.

Como funciona o AMP

Como a grande questão do formato é garantir o carregamento instantâneo da página, há considerações e regras em seu funcionamento.

Basicamente é necessário uma marcação HTML que é interpretada pelo robô do Google e outras plataformas que suportam o padrão.

A marcação HTML trará mudanças ao Doctype, inclusão de um estilo CSS incorporado à página e inclusão do arquivo JavaScript do AMP de forma assíncrona.

Com essas implementações a página é cacheada nos servidores do Google que a entregam de forma surpreendentemente rápida com uma CDN global e o uso do HTTP 2.0.

Malte Ubl, engenheiro líder do AMP, explica em detalhes o funcionamento do AMP no vídeo abaixo.

Quem está suportando o formato

A lista é grande para os navegadores de internet e plataformas diversas.

Entre os navegadores o suporte é considerado para os principais como Chrome, Firefox, Edge, Safari e Opera. As duas últimas versões principais de cada um deles são consideradas.

E como navegador pode surgir a qualquer momento, a equipe do AMP suporta qualquer navegador com um market share superior a 1%.

Várias plataformas de anúncios também o suportam, assim como ferramentas de Analytics, plataformas sociais como Twitter, LinkedIn, Pinterest e várias outras. E claro, CMS com o WordPress.

Como validar a implementação

Como a lista de navegadores, CMS e plataformas que suportam o AMP é grande é preciso facilitar o trabalho através de um processo de validação centralizado.

Validar a implementação do AMP em páginas é possível através do Console para Desenvolvedores em navegadores de internet, interface web, extensão de navegador e linha de comando, ou seja, tem para todos os gostos.

Para usar o Console é precisar agregar o fragmento “#development=1” à página AMP; a interface web está disponível no endereço https://validator.ampproject.org; há extensão para o Chrome e Opera; através do terminal é requerido o Node.js e npm e rodar o seguinte comando:

npm install -g amphtml-validator

Como implementar o AMP no WordPress

Neste exato momento há 244 plugins que mencionam o termo “AMP” no diretório do WordPress.org. Vamos considerar o AMP que está ativo em mais de 100.000 instalações WordPress.

Plugin WordPress para implementar o AMP

Uma vez instalado o plugin é preciso considerar uma atualização dos links permanentes. Isso é feito simplesmente clicando no botão “Salvar” na página de configuração em Settings > Permalinks.

É claro que há outras coisas importantes para considerar e cito três delas:

  1. Estilização para refletir sua identidade visual;
  2. Analytics para medir sua audiência através desse formato,

A estilização pode ser personalizada através de declarações CSS e as métricas podem ser acompanhadas, por exemplo, através de uma View específica em sua conta no Google Analytics.

Por que você precisa considerar o Accelerated Mobile Pages

Páginas que demoram mais de 3 segundos para carregar terão um bounce rate alto. Isso significa que o usuário não vai consumir o conteúdo e você perderá a chance de engaja-lo.

Com o Accelerated Mobiles Pages as páginas tem um estilo app-style e favorece o usuário com um UX simples, direta e objetiva ao consumo do conteúdo.

Suas páginas serão destacadas no resultado de busca do Google que vai representar incrementos de audiência através dos dispositivos móveis.

Com um melhor posicionamento na SERP do buscador, você terá um CTR maior, terá mais visualização de páginas, mais impressão de anúncios e por conseguinte mais receitas.

A partir de quando você vai considerar o Accelerated Mobile Pages, AMP, em seu site?

  • Henrique Schiavo

    Olá,
    Tá certo esse texto “…Páginas que demoram mais de 3% para carregar…”?
    Acho que o correto ao invés de 3% seria 3s, certo?

    • Leandro Vieira Pinho

      Não estava correto, você está certo. Obrigado por avisar. Corrigi.

      Abraço.