WordPress 4.6 Requests, o que há de novo para você.

Nova versão da biblioteca interna de requisições HTTP (HTTP requests) conta com melhorias fantásticas, padronizando e modularizando a interface.

requests

A maneira atual como as coisas são obtidas e transportadas são em sua grande maioria de caráter externo. Mídias, texto, arquivos, entre outros recursos estáticos(ou não), estão se tornando elementos chave para adicionar funcionalidades extras, tornado mais dinâmico e descentralizado o conteúdo de sua instalação WordPress.  Assim podemos economizar recursos referentes a processamento de servidor e até mesmo fazer com que nossa instalação WordPress se comunique com rotas externas de forma mais amigável e descomplicada. A maneira atual de realizar este tipo de comunicação é através das requisições HTTP (http requests), em que um servidor se comina com outro afim de obter estes recursos.

HTTP Requests

http requests
http requests

A partir da versão 4.6 do WordPress ele irá contar com uma repaginada bem interessante e completa no que se diz respeito a requisições HTTP.

A biblioteca utilizada até então era interna do WordPress, e a mesma será substituída por uma versão open-source, melhorada e modular da versão tradicional, que a propósito é de autoria do mesmo mantenedor  da biblioteca utilizada anteriormente.

O que há de novo?

Antes de mais nada, a biblioteca que virá a substituir a então atual, não causa efeitos colaterais e é totalmente compatível com a interface atual do método wp_remote_request(). O legal desta nova biblioteca que virá na nova versão do WordPress, é que ela não possui dependências internas, que estejam diretamente ligadas ao core do WordPress. Isso muda o jogo completamente, podendo inclusive utiliza-la de forma independente em algum projeto que não envolva o CMS mais popular do mundo.

Foram realizadas algumas melhorias à caráter de código, nesta versão da biblioteca foi adicionado uma nova chave ao array de resposta retornado pelo método wp_remote_request(), que agora inclui em seu índice chamado http_response um objeto WP_HTTP_Requests_Response com detalhes a respeito da requisição. Isso auxilia ao dar flexibilidade ao trabalhar com aspectos da REST API do WordPress, podendo criar interfaces que podem ser utilizadas ambos aspectos. No que vem a seguir em novas versões o WordPress pretende adicionar um objeto padrão WP_HTTP_Request, que poderá ser utilizado com intermediador de ambas APIs

Nesta nova versão melhorada da biblioteca de requisições HTTP, no decorrer da implementação, teremos funcionalidades extras tais como. Suporte padrão, cabeçalhos de requisições case-sensitive,  requisições HTTP em paralelo, e muito mais. Algumas das nova funcionalidades estarão disponíveis apenas se  o método estático request() contido na classe Request for invocado diretamente (Requests::request()). Mas fique tranquilo, em breve isso não será mais necessário após o aperfeiçoamento da interface interna do WordPress, essa nova implementação tem seu foco direcionado a manter a compatibilidade.