Você está lendo:

Acorda, menina! Desenvolvemos o site da Ana Maria Braga

Sobre:
Acorda, menina! Desenvolvemos o site da Ana Maria Braga

Estamos mega orgulhosos do site da Ana Maria Braga, em Headless, que entregamos. Saiba como foi o processo de desenvolvimento e as considerações de alguns Apikers envolvidos no projeto.

Aminy Gusmão
Site da Ana Maria Braga
Audio

Um dos projetos mais desafiadores que entregamos nos últimos tempos foi o site da Ana Maria Braga, apresentadora da Rede Globo, famosa pelo bordão “acorda, menina!”.

O projeto entrou na Apiki em Agosto de 2018, por meio da parceria com a Agência Gold360.

“O principal desafio que esperava que a Apiki cumprisse era
aplicar um projeto ousado de UX para Mobile First através do WordPress, com implementação em Headless. Assim, permitir a publicação flexível de capas de conteúdos e integrações com aplicações externas e de terceiros.


Foi um grande desafio. Agora, com a aplicação, focaremos na evolução e ajustes baseado no feedback dos usuários e análises de resultados que acompanhamos “, disse PH Munhoz, Gerente de Tecnologia do projeto da Ana Maria Braga / Gold360.

Passamos a implementar o conceito de WordPress Headless desde o final de 2017.

Sites com grande audiência também devem adotá-lo.

Por meio dele, o cliente pode usar um único código e transformá-lo em diversas plataformas, a partir do que foi construído.

Além disso, Headless permite mais controle sobre o que é exibido no site, melhor performance e otimização de recursos.

Solução ideal para o site da Ana Maria Braga, com seus milhões de acessos diários.

Apikers envolvidos no desenvolvimento do site da Ana Maria Braga

“Foi um projeto complexo porque tinha telas com muitas interações. Desenvolvemos uma poderosa estratégia de cache para aguentar o volume de acessos. Consegui aprender muita coisa e estou feliz com o resultado final”, comenta o Desenvolvedor Back-End Danilo Alves.

De acordo com a Analista de Controle de Qualidade Amanda Alves, “participar desse projeto foi uma grande satisfação”.

“O layout desenhado era moderno. Muitas funcionalidades foram trabalhadas. Apesar disso, toda vez que dei uma sugestão de melhora ou aperfeiçoamento, o pessoal da Gold360 sempre se mostrou disponível a considerar a ideia.

Foi um trabalho em conjunto muito bacana.

O desafio ficou por conta da nova tecnologia de desenvolvimento que foi trabalhada no site, o Headless. Por ser um modelo diferente do de costume, o QA também teve que se adequar. Nesse quesito foi indispensável o apoio do time de desenvolvimento.

Estivemos constantemente em contato para que eu pudesse captar as peculiaridades que esse modelo traz na validação.

Na reta final,  antes da publicação do site, fui para São Paulo, para realizar o treinamento com o pessoal da Gold360. Lá estive com o time de edição de conteúdo explicando a utilização de cada funcionalidade do site.

Essa foi uma grande experiência profissional, pois pude conhecer o clima da empresa, a rotina deles e expectativa que cada persona tinha do projeto.

Normalmente temos uma visão do cliente só através de e-mails e calls. Então estar no meio deles me agregou imensamente”, revela Amanda.

“Toda novidade é um grande desafio. Desde 2017, quando começamos a trabalhar com Headless, tivemos muitas dificuldades que fomos superando ao longo do tempo, estudando bastante e aprendendo com os erros.

No projeto do site da Ana Maria Braga, o time de Operações da Apiki já estava mais maduro para preparar o ambiente em Headless.

Fizemos algo bem mais planejado e estruturado.

Usamos CI inteligente, com stages de testes, validações, lint, indentações de código, segurança, teste de carga, Redis. Garantimos o CD – Continuous Deployment.

Tudo de forma conteinizada, usando Docker e base de orquestração Docker Composer.

Grande sucesso!”, avalia o Analista de Operações Jônatan Gouveia.

Foi muito gratificante ver nosso trabalho sendo divulgado pela própria Ana, ao vivo, no programa dela.

Acesse: https://anamariabraga.globo.com/

Se você gostou desse artigo sobre Institucional, provavelmente vai gostar de:
Mais posts como este