Tipos e benefícios dos certificados de segurança TLS/SSL.

Os certificados de segurança, além de segurar as informações trafegadas entre o navegador de internet e o servidor, garatem um melhor posicionamento no Google. Conheça os tipos de certificados de segurança e saiba qual usar.

Seus amigos merecem saber desse conteúdo?

O benefício de instalar um certificado SSL em sites é duplo. Além de segurança para o tráfego das informações, melhora o posicionamento no GoogleCom o uso de certificados de segurança os dados trafegados entre o navegador de internet do usuário e o servidor são criptografados e evitam que eles sejam capturados no meio desse caminho. Considere o uso do certificado de segurança para uma maior segurança para WordPress.

Antes, os certificados de segurança eram comumente utilizados em instituições bancárias, sites de comércio eletrônico e agora se estende por toda internet em sites institucionais, blogs e portais, por exemplo.

Estatísticas de uso de certificados de segurança SSL em sites
Estatísticas de uso de certificados de segurança SSL em sites

SSL, TLS ou TLS/SSL?

O Transport Layer Security (TLS), assim como o seu antecessor Secure Sockets Layer (SSL), é um protocolo de segurança que protege as telecomunicações via internet para serviços como e-mail (SMTP), navegação por páginas (HTTPS) e outros tipos de transferência de dados.

Wikipédia – https://pt.wikipedia.org/wiki/Transport_Layer_Security

Embora comumente falamos certificados SSL (Secure Sockets Layer) a evolução também chegou ao seu nome e agora o chamamos de certificados TLS (Transport Layer Security) e muitas das vezes é citado como TLS/SSL.

Quais são os tipos de certificados de segurança?

Há vários tipos de certificados de segurança e isso acaba sendo um dificultador na hora de escolher qual usar. O Google ainda não considera o tipo de certificado utilizado como fator de rankeamento, portanto, seu critério de escolha deve ser embasado nos critérios de segurança e benefícios de cada tipo. Vamos conhecer alguns:

  • Shared Certificate (Certificado Compartilhado);
  • Domain Validated Certificate (Certificado de Domínio Validado);
  • Organization Validated Certificate (Certificado de Empresa Validada);
  • Extended Validation Certificate (Certificado de Validação Estendida);
  • Wildcard Certificate (Certificado Curinga);
  • Multi-Domain Certificate (Certiticado Multi-Domínios).

Shared Certificate (Certificado Compartilhado)

Na maioria das vezes o certificado compartilhado é gratuito e cedido como um benefício ao cliente de determinada empresa que provê soluções de segurança, hospedagem de sites e similares.

O inconveniente é que você será forçado a fazer uso do domínio da empresa que cede o benefício, o que não é uma prática interessante para o usuário do seu site. Considere o uso de certificado compartilhado para hospedar uma aplicação não visível ao público.

Domain Validated Certificate (Certificado de Domínio Validado)

Esse tipo de certificado é visto de forma cética devido seu modelo de comprovação de autoridade. Para conseguir um certificado de segurança de domínio validado você precisa simplesmente responder um e-mail ou ligação para comprovar sua autoridade sobre o domínio em questão confrontando e validando as informações no WHOIS.

Organization Validated Certificate (Certificado de Organização Validada)

As autoridades de certificados para emitirem certificados de segurança desse modelo asseguram que a empresa realmente existe analisando informações em banco de dados confiáveis e públicos e assim tendo a certeza e comprovação do endereço físico da empresa validada.

Esse tipo de certificado é comumente chamado de OV (Organization Validated).

Extended Validation Certificate (Certificado de Validação Estendida)

O certificado de segurança de validação estendida, ou EV (Extended Validation), é o mais seguro de todos devido seu rígido e detalhado processo de validação. Sua credibilidade é tão grande que os navegadores de internet garantem uma exibição significativa da sua presença através de uma barra verde com a razão social da empresa destacada.

Para isso, o processo de validação dos certificados EV garante aos usuários a certificação de estarem trafegando suas informações realmente com uma empresa, uma vez que a validação vai além de domínio, e-mail e ligações e certifica também a documentação da empresa que está a adquirir o certificado de segurança.

Exemplo da barra verde no navegador de internet ao se deparar com certificados de segurança EV
Exemplo da barra verde no navegador de internet ao se deparar com certificados de segurança do tipo EV. Crédito da imagem https://www.digicert.com/ssl-support/code-to-enable-green-bar.htm

Wildcard Certificate (Certificado Curinga)

Os certificados de segurança do tipo curinga, ou wildcards, possibilita o uso em ilimitados subdomínios do domínio em questão.

O certificado de segurança da Apiki, por exemplo, é um certificado OV e Wildcard o que nos permite fazer uso, por exemplo, em apiki.com, blog.apiki.com e em demais subdomínios que fizermos uso.

Multi-Domain Certificate (Certiticado Multi-Domínios)

Os certificados de segurança do tipo multi-domínios são os que garantem um melhor custo benefício, em relação a tempo e dinheiro, para as empresas que possuem vários domínios e seu processo de validação pode ser por domínio, organização ou estendida.

Em sua maioria a quantidade de domínios assegurados são aproximadamente 100.

Qual certificado de segurança escolher?

Evite os certificados compartilhados. Faça uma escolha entre um certificado de segurança OV ou EV, ou seja, os que as autoridades certificadoras validam a organização ou uma validação estendida e assim garanta mais segurança e credibilidade junto aos seus usuários.

Com esse tipo de certificado você garante aos seus usuários que as informações que eles enviam estão seguras e assim, os usuários terão a certeza que estão lidando com quem eles realmente acreditam que estão.

Opa! Não conseguimos encontrar o seu formulário.