Você está lendo:

A importância da diversidade no processo de internacionalização

Sobre:
A importância da diversidade no processo de internacionalização

Como um time composto por pessoas de diversas etnias, religiões e gêneros agrega no processo de internacionalização de uma empresa.

Aminy Gusmão
Audio

Seja você mesmo. Essa é a principal dica do nosso setor de RH para os candidatos à Apikers.

Tentar esconder você é, pode te prejudicar na hora do recrutamento de seleção.

“Se eu introduzir ao time uma pessoa muito conservadora, incapaz de lidar com a diversidade, ela vai travar aqui na Apiki. Eu preciso garantir ao grupo um ambiente livre de julgamentos, pois estamos unidos em torno de um só ideal: fazer da Apiki referência mundial em WordPress até 2028”, explica a gestora de gente Fernanda Fróes.

Queremos justamente isso: pessoas de diversas etnias, gêneros e crenças que aplicam suas vivências no nosso dia-a-dia, mas que consigam entender e aceitar o outro.

Gostamos de discutir assuntos importantes dentro da empresa para evoluirmos juntos, afinal, o conceito de “verdade” é extremamente relativo. Somos feitos das somas das experiências que trocamos.

Toda última sexta-feira do mês nos reunimos para discutir um dos nossos valores. Acreditamos que a ocasião ajuda no processo de fortalecimento de cultura.

Na última reunião o tema foi o segundo tópico do nosso Culture Code, o “pense diferente, respeite por igual”.

Dentre os assuntos levantados, um dos comentários mais relevantes foi de uma Apiker que contou que sua sobrinha, negra, de 5 anos, chegou em casa triste e querendo alisar os cachos porque havia ouvido que seu cabelo era “ruim”.

Uma pessoa de cabelos lisos jamais irá ouvir tal agressão, por isso, nem sempre irá compreender o sofrimento que há por trás do adjetivo.

O exercício de nos colocar no lugar do outro faz com que nós tenhamos mais empatia com o diferente e essa foi a conclusão que chegamos no encontro. O que dói em um, talvez não faça a menor diferença na vida do outro.

Isso não se aplica apenas no que diz respeito a diferenças físicas, mas também a religião, hábitos, crenças, orientação sexual, forma de falar, vestir, etc. Todos nós somos diferentes e isso é maravilhoso dentro de uma empresa.

Como a diferença cultural beneficia as empresas

Nosso projeto de internacionalização está a todo vapor. Na última viagem do nosso CEO à Europa, Leandrinho Vieira palestrou no evento Expo Fórum, dos nossos parceiros Digitalks.

Dentre todas as pessoas que conheceu, uma angolana o chamou a atenção.

Ela o contou que só foi ao evento porque era organizado por brasileiros. Caso houvesse sido uma iniciativa de portugueses, ela não iria. Embora estamos num momento de aproximação entre Portugal e Angola, a colonização do país africano ainda deixa marcas fortes e tristes.

Daqui pra frente, cada vez mais manteremos relacionamentos com povos de países e culturas diferentes.

Por isso, quanto mais diversificado for o nosso time, mais preparados estaremos para lidar com parceiros e clientes mundo afora, além de nos tornarmos pessoas melhores a cada dia.

Se você gostou desse artigo sobre Institucional, provavelmente vai gostar de:
Mais posts como este