DNS lookup precisa ser reduzido para aumentar ganhos diversos

Você precisa compreender o funcionamento do DNS lookups e saber o quanto e como isso impacta em seu negócio.

DNS lookup. Cabo USB com fio vermelho
Seus amigos merecem saber desse conteúdo?

A infraestrutura do seu projeto WordPress precisa ser bem pensada e escolhida. Um dos itens que poucos observam, ou conhecem, é o DNS lookup.

Quem não é da área de redes e servidores é natural desconhecer alguns conceitos. No entanto, desenvolvedores, gestores de websites, profissionais de marketing e gestores de uma forma geral precisam saber sobre DNS lookup.

O que é DNS lookup?

Todo nome de domínio, por exemplo, “apiki.com”, precisa ser mapeado para um endereço de IP. Logo, todo domínio, interno ou externo, deve ter o IP estruturado.

O que significa dizer que quando o navegador de internet requisita um arquivo ao servidor onde esse arquivo está hospedado, ele requisita antes o endereço de IP do domínio em questão.

Uma analogia legal é a sua agenda de contatos do telefone. Você liga para o seu amigo discando para o nome dele (traduza para o domínio), e o celular requisita o número de telefone (traduza para o IP) para realizar a ligação.

Quanto mais recursos a serem baixados, mais requisições e DNS lookups precisam ser feitos. Isso vai retardar a renderização da página e a experiência do usuário.

Como meu negócio é afetado?

Não existe uma regra em relação a quantidade de DNS lookups que uma página deverá realizar. Você precisa compreender a questão, entendendo o funcionamento e analisando se vale a pena manter algumas coisas para o seu negócio.

O seu negócio é afetado quando várias ferramentas, aplicações, recursos e outros elementos externos ao seu site são inseridos ao seu site sem necessidade. O que vai gerar a consulta de vários DNS lookup para saber o endereço IP.

Quando várias requisições de DNS lookups precisam ser realizados a performance será prejudicada. O que significa dizer que sua estratégia de SEO terá impacto. Sua geração de tráfego, sua geração de leads, suas oportunidades de negócios e contatos, sua posição no Google. E claro, a experiência do seu atual e futuro cliente.

Como reduzir?

Primeiro: não fique paranóico com isso. Segundo: tome decisões estratégicas e sábias. Terceiro: reduza o máximo que puder.

Para termos uma sugestão prática de como reduzir a quantidade de DNS lookups em suas páginas, vamos considerar os seguintes elementos constantemente presentes em projetos web.

  • Fontes;
  • Ferramentas de estatísticas;
  • Banners de publicidade;
  • Botões de redes sociais;
  • Mapas;
  • JavaScript;
  • CSS;
  • E a lista não para por aqui…

Cada elemento desse vai gerar um ou mais DNS lookups. Portanto, vou te sugerir alguns questionamentos para pensar estrategicamente e tomar a decisão de mantê-los, retirá-los ou alterar a forma como são incorporado às suas páginas.

Faça questionamentos e terá respostas

Muitos utilizam o Google Web Fonts, ou similares, para carregarem webfonts especiais do projeto. A fonte realmente precisa estar hospedada lá? Ela não poderia ser mantida junto aos demais assets do seu domínios?

Com a explosão do marketing digital e outras técnicas, começaram a instalar diversas ferramentas de estatísticas, análises, mapa de calor, comportamento e etc. Você analisa e toma decisão a partir dos dados gerados por essas ferramentas? Sabe realmente o que cada uma delas faz e como ele trará benefícios? Na verdade o que você procura não é simplesmente saber quantos acessos seu site teve?

Gerar receita com negócios digitais é desejo comum. Os banners de publicidade são chaves para isso. Mas você realmente tem tráfego suficiente para imprimir milhares de banners e, consequentemente, conseguir exibir uma quantidade de clicks relevantes que gerem receitas no final do mês?

A exibição dos botões sociais para sugerir ao leitor compartilhar uma postagem é comum. Mas, será que você precisa exibir dezenas de botões? Sua audiência realmente utiliza todos esses canais? Lembre-se que para cada botão será gerado um, ou mais, DNS lookups.

As páginas de contato de uns tempo para cá sempre exibem um mapa navegável para seus usuários. Você realmente recebe visita em seu negócio? Uma imagem, hospedada, em seu servidor, não teria o mesmo impacto visual? Sites de eventos, por exemplo, é super válido terem o recurso.

Arquivos JavaScript e CSS são necessários para definirem o comportamento e estilo dos elementos das páginas. Atente-se que tudo que citei acima requisita arquivos JavaScript e/ou CSS externo, o que gera mais DNS lookup.

O lado bom da história é que boa parte dessas ferramentas e recursos utilizam o HTTP/2 em seus servidores e você, deveria fazer o mesmo, o que ajuda no paralelismo de consultas pelo browser.

Como consultar o DNS lookup

Como mencionado cada página realiza DNS lookup para baixar os arquivos a serem utilizados. Para mensurar cada um deles considere o uso de ferramentas de medição de performance ou próprio navegador de internet.

Conclusão

DNS lookups é um assunto pouco conhecido e explorado. Minha intenção foi apresentar o assunto e trazer uma série de pensamentos, antes ignorados, para tomadas de decisão sobre a inclusão, ou não, de elementos em suas páginas web.

Você costuma se questionar a cada novo recurso, ou ferramenta, que implementa em seu projeto web?