Inclusão da REST API ao core do WP

Seus amigos merecem saber desse conteúdo?

No artigo de hoje falaremos de um dos novos recursos mais empolgantes da versão 4.4 do WordPress, o REST API. Se você ainda não está familiarizado com esse termo “REST” veja a definição da tecnologia nesse link.

Um pouco de história

Primeiramente vamos entender como isso começou. No ano de 2013 o desenvolvedor Ryan McCue, conhecido pela biblioteca SimplePie que é utilizada no core do WordPress, submeteu uma proposta para criar uma API REST baseada em JSON para o core do WordPress.

Ryan teve seu projeto aceito no programa Summer of Code do Google (GSoC) e durante um período de 5 meses criou um cronograma semanal com as atualizações incluídas em cada release. O projeto foi criado como um plugin para que outros desenvolvedores fossem testando as funcionalidades.

Inclusão ao core

A proposta de merge da REST API ao core ficou divida em duas partes: infraestrutura e endpoints. Para a versão 4.4 teremos apenas a infraestrutura incluída ao core, o que já é um grande avanço, os endpoints ficarão disponíveis apenas para o plugin.

A infraestrutura funciona como um “API Construction”, então basicamente ela faz o gerenciamento das rotas, JSON serialisation/deserialisation, status code, entre outras funcionalidades.

Impacto de uma REST API

Se você pensar em API veja como isso pode trazer novos recursos e um novo nicho de aplicações em outras linguagens. Para um front-end o WordPress será só mais uma aplicação onde é possível aplicar modelos MV** como: AngularJS, EmberJS, MeteorJS ou React utilizando facilmente as requisições da API e montar o seu workflow sem se preocupar com as entrelinhas de um tema WordPress.

Já temos exemplos de aplicações nesse modelo, veja o projeto Picard da Automattic que tem a proposta de usar React e WP-API como um tema. Outro exemplo é o projeto Calypso que cria um interface simples e bonita para o gerenciamento de sites em WordPress com Node.js e React.

Conclusão

Se você quiser tem um vídeo do InterCon WP (2014) onde falo sobre a REST API do WordPress.

As possibilidades são enormes e ajudarão ainda mais para o crescimento da plataforma que hoje já são 25% de toda web.

O time responsável pela REST API está muito empolgados com a evolução do projeto e não param de desenvolver novos recursos e corrigir bugs. Inclusive você pode ajudar com o desenvolvimento do projeto através do GitHub, ou participar das reuniões no Slack sala #core-restapi.

E você, oque acha desse novo recurso? Já desenvolveu alguma aplicação com a REST API do WordPress? Deixe um comentário e vamos conversar!